boca

Poesia

Como se uma boca falasse fora
Como se uma boca fora falasse
Como se fora uma boca
Como se uma boca fora fosse
Como se fora falasse uma boca
Como se falar fora da boca fosse
Como se fosse fala de fora
Como se fora da fala fosse
Como se fosse fora
Como se fala fosse
Como se fala fosse a boca.

Anúncios

UM POEMA MISTICO É UM CADÁVER NA TORRADEIRA

Poesia

 

Tenho a barriga dura e enfeitiçada, cheia de líquidos verdes
Tenho vontade de ouvir cânticos mortos
Tenho um olho fechado sobre áfrica
Aprecio tentativas de boicotar qualquer tipo de MERDA.
Acho que deus não morreu, é só brincadeira das farmácias para vender mais aspirina.
Nem mais uma aspirina nesta barriga.
Horror da desatenção sobre os corpos.
Quero macumba.
Quero-me curar.
Comprei o jornal.
Não abra a pagina da publicidade, senhor polícia
Senhor feiticeiro, abra uma garrafa de vinho
derrame-a sobre o meu corpo
mate uma galinha.

Alto e paira o baile! (disse o polícia)

Alto e paira o baile! (disse o vegetariano que passava)

Acabou-se a festa, há guerra no Irão.
Temos que escrever um livro
Sobre a DESINTEGRAÇÃO .